quarta-feira, 25 de julho de 2012

Hölderlin IV

Hölderlin IV

Wellington Trotta


Despertai, poetas, despertai os que ainda
Estão dormindo, daí-nos leis, daí-nos vida.
                                                     Hölderlin


Toda cultura nasce da pena do poeta,
Seus versos recortam almas como seta,
Evocando cada uma para suprema meta.

Ele é herói por inteiro,
Seu sangue transborda do tinteiro
Pelo papel como suor derradeiro,

Batalha pela urgência da vida,
Reclama a lei que está escondida
Sob véu ideológico de sórdida mentira.



Um comentário:

Sarah Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.