sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Enfim

 Wellington Trotta

Obrigado pelo silêncio dos seus olhos,
Grato pela secura dos seus lábios,
Agradecido pelo recolhimento de suas mãos,
Contente por ignorar-me totalmente.

Agora consigo pensar no que devo,
Concentrar-me na promessa que fiz,
Olhar para o chão em que piso,
Não reclamar do sopro do vento.

Posso, enfim, escutar a beleza do mar,
Saborear a brisa que vem de longe...
Devorando meus sentidos
Num som silencioso.

Terminou no começo,
Findando no atropelo
Nublado das sensações,
Postas sob o rochedo do esquecimento.


357 × 500 - Playa Las Brisas. | Flickr - Photo Sharing!

Um comentário:

Lara Amaral disse...

Versos que embalam de tão lindos, apesar da pitada de tristeza que carregam.

Beijo, Trotta!